NOVAS TECNOLOGIAS

Pesquisadores avançam na criação de plantas resistentes ao cancro cítrico


Um método promissor para o desenvolvimento de variedades cítricas resistentes a doenças mortais é o avanço da edição genética ao ″nocautear″ genes dentro da planta que são suscetíveis ao patógeno que causa a doença.

Uma equipe de pesquisadores do Instituto de Alimentos e Ciências Agrícolas da Universidade da Flórida identificaram com sucesso o gene CsDMR6, que afeta a reação de uma árvore cítrica ao patógeno do cancro cítrico.

Ao editar o gene CsDMR6 no DNA da planta para interferir em seu funcionamento normal, as plantas resultantes desenvolvem uma forte resistência ao cancro cítrico. A descoberta expandiu a lista de genes alvos para melhorar a resistência a doença e poder ampliar o espectro de resistência a um número maior de patógenos do cancro cítrico.

*Esta pesquisa foi apoiada pelo Programa de Pesquisa e Extensão de Pesquisa e Extensão de Doenças Cítricas do Departamento de Agricultura dos EUA, Iniciativa de Pesquisa de Culturas Especiais.

 

Fonte: AgroPages, 26/09/2022

Fonte da Imagem: kjpargeter 

Tags

Notícias Relacionadas

Close
Optimized with PageSpeed Ninja