SUSTENTABILIDADE

Campo Limpo S/A inaugura sua primeira unidade em Ribeirão Preto


Com investimentos na ordem de R$ 21 milhões, a Campo Limpo Reciclagem e Transformação de Plásticos S/A trará para Ribeirão Preto uma nova unidade para produzir embalagens plásticas a partir de resinas recicladas das embalagens de defensivos pós-consumo. O tempo de implantação da planta foi recorde, pouco mais de seis meses entre a ideia e a entrada em operação.

Normalmente, instalações como as desta fábrica são realizadas de forma modular, com implantação gradativa das linhas de produção, em processos que duram até três anos. Em Ribeirão Preto, as três sopradoras da unidade foram instaladas de uma só vez. A capacidade será total logo após a inauguração.

O projeto chegou com a velocidade exigida pelo mercado para atender as indústrias de defensivos agrícolas e outros mercados da região, com as ECOPLÁSTICAS, embalagens que possuem alta performance nas linhas de envase e especificação técnica para atender aos clientes.

A Campo Limpo S.A., integra o Sistema Campo Limpo, o mais bem-sucedido sistema de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas do mundo, que atende a uma legislação específica. A lei garante a destinação final das embalagens de defensivos usados no campo, compartilha as responsabilidades definindo o papel de cada agente da cadeia produtiva: fabricantes, sistema de distribuição, agricultores e poder público.

A unidade de Ribeirão Preto vai gerar 40 empregos diretos. Os funcionários foram capacitados e treinados na fábrica de Taubaté – SP. Foi um período de intensa imersão, sempre sob a orientação de colaboradores mais experientes. O intercâmbio deve permanecer para garantir que a qualidade e os valores da Campo Limpo se mantenham padronizados.

Sobre o Sistema Campo Limpo

O Sistema Campo Limpo elevou o Brasil a referência mundial na destinação ambientalmente correta das embalagens de agroquímicos, encaminhando 94% das embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração. O Sistema tem como base, para realizar a logística reversa das embalagens vazias de defensivos agrícolas, o princípio da responsabilidade compartilhada. Cada elo da cadeia produtiva tem seu papel – agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público.

Agrolink, 23/09/2019

Fonte da imagem: TV TEM

 

Tags

Notícias Relacionadas

Close
Optimized with PageSpeed Ninja