FORMULADOS

Sumitomo entra no mercado de produtos para pós-colheita de frutas


Após consolidar a aquisição dos ativos da Nufarm na América Latina, a Sumitomo Chemical anuncia sua entrada no mercado de produtos agrícolas para aplicação em pós-colheita. A estreia da companhia japonesa no segmento ocorre no mês de agosto próximo, com o lançamento do regulador de crescimento Fysium, específico para maçã, cultura cuja colheita, no Brasil, se dá entre os meses de fevereiro e maio e se concentra na região Sul: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, sobretudo.

Conforme o engenheiro agrônomo e gerente de contas especiais da Sumitomo Chemical, Alexandre Ometto, o regulador de crescimento Fysium será o primeiro de uma ‘família’ de produtos do gênero que a empresa japonesa lançará no País, de agora aos próximos anos. Além da maçã, estão no foco cultivos como uva e hortifrútis em geral.

O novo produto, lembra o agrônomo, é utilizado com sucesso em vários países da Europa e América Latina, na África do Sul, Austrália e nos Estados Unidos. No mercado brasileiro, Fysium estará disponível a partir da safra 2020-2021.

Ometto explica que Fysium prolonga a conservação e a qualidade da maçã nos ambientes de armazenagem da fruta (câmaras frigoríficas), na entressafra. “Trata-se de uma tecnologia que possibilita à cadeia comercializadora dispor de maçã de alta qualidade o ano todo, uma vez que a safra brasileira de maçã dura apenas três meses”, explica Eduardo Andrade, engenheiro agrônomo, gerente de marketing biorracionais da Sumitomo Chemical para a América Latina.

Segundo os agrônomos, a Sumitomo Chemical comercializará Fysium na forma de ‘venda aplicada’, ou seja, a aplicação do produto será realizada por uma equipe altamente especializada da própria companhia. “Realizaremos toda a operação para o cliente, o que trará mais segurança e assertividade”, enfatiza Andrade. Ometto adianta também que as aplicações são rápidas, levando, no máximo, duas horas e meia e consideradas extremamente seguras.

De acordo com a empresa, apenas uma aplicação do produto mantém a maçã conservada durante o ano todo. “Fysium prolonga a qualidade da fruta, permitindo ao atacado e ao varejo vender maçãs com frescor e crocância, mesmo decorridos vários meses da colheita”, ressalta Alexandre Ometto. “A fruta fica firme, conserva qualidade idêntica à de quando colhida. A aplicação do produto é sustentável, agrega flexibilidade à janela de vendas e potencializa a receita do empresário”, reforça Eduardo Andrade.

Para os agrônomos, a forte presença da Sumitomo Chemical na cultura de maçã deverá contribuir para impulsionar a comercialização de Fysium já na largada. “A companhia mantém um portfólio de tecnologias de proteção de cultivos altamente importante para produtores de maçã. O objetivo é continuar investindo em inovação, pesquisa e desenvolvimento para essa cultura, e tornar a marca líder, também, no mercado de pós-colheita”, finaliza Ometto.

Fonte: Grupo Cultivar, 04/08/2020

Fonte da imagem: Imagem de Jill Wellington por Pixabay 

Tags

Notícias Relacionadas

Confira Também

Close
Close