MERCADO

Alta do preço do Glifosato deve afetar o custo de produção dos agricultores brasileiros


O Glifosato é um princípio ativo utilizado no mundo todo como herbicida sistêmico e de amplo espectro com registro para diversas culturas. Ele começou a ser comercializado em 1970 pela Monsanto, e se popularizou pela ampla variedade de ervas daninhas que combate, aliado ao seu custo baixo, o que viabilizou economicamente a agricultura em diversos países. Atualmente é um dos herbicidas mais utilizados no mundo e sua representatividade é ainda maior nas culturas de soja e milho.

Em 2021, o maior custo de produção e as dificuldades no setor logístico a nível mundial afetaram o preço dos insumos, dentre eles o Glifosato. Quando comparado a média dos preços praticados em 2020, em maio de 2021, o preço do Glifosato apresentou um aumento de 100,6%. O que impacta diretamente no custo de produção do agricultor brasileiro.

Isto ocorre não apenas pelo maior preço das matérias-primas para a síntese do produto, mas também pelo acúmulo de cargas nos portos que geraram atrasos logísticos, muito relacionados com maiores focos de contaminação pela COVID-19 nos navios. Este acúmulo de cargas refletiu na falta de contêineres no mercado internacional, elevando o preço do frete e em consequência o custo do fornecedor.

Além do preço elevado, as importações do herbicida foram 31% menores em 2021 quando comparado a 2020.

Fonte: Equipe Global Crop Protection, 25/06/2021

Fonte da Imagem: Imagem de Charles Echer por Pixabay.

Tags

Notícias Relacionadas

Close