SUSTENTABILIDADE

Baculovírus é respaldado para controle da lagarta-do-cartucho


Grandes produtores e especialistas estão respaldando o uso de baculovírus para o manejo de Spodoptera frugiperda, segundo o que afirmou a AgBiTech Brasil, por meio de uma assessoria de imprensa. De acordo com o diretor de marketing da companhia, engenheiro agrônomo Murilo Moreira, uma nova estratégia de controle, ancorada na associação entre o produto biológico AgBiTech Cartugen e um inseticida químico com ação de choque, reduz os principais danos causados pela lagarta.

Nesse cenário, o gerente de pesquisa & desenvolvimento da AgBiTech, Marcelo Lima, destaca que estudos da companhia australo-americana na safra, com a chancela de consultores de renome, demonstram que os baculovírus de Cartugen, integrados a um inseticida químico, diminuíram de 60% a 70% os danos foliares da Spodoptera frugiperda ao milho. “Vírus é hoje um grande aliado, que auxilia, inclusive, na utilização de químicos nas lavouras”, resume o engenheiro agrônomo Luiz Eduardo Pannuti, coordenador de Fitossanidade da SLC Agrícola.

Para o consultor Paulo Saran, que acumula mais de 30 anos de experiência em controle de pragas, “a ‘casadinha’ entre o químico e o biológico é muito interessante. Na prática, melhora o controle da lagarta e dá vida mais longa aos produtos químicos, neste momento em que a Spodoptera frugiperda mostra uma dinâmica muito maior frente ao problema da resistência a tratamentos”, salienta Saran. “Biológico é um facilitador do controle químico.”

Fonte: Leonardo Gottems – Agrolink, 15/04/2021

Fonte da Imagem: Imagem de Fer Galindo por Pixabay.

Tags

Notícias Relacionadas

Close
Optimized with PageSpeed Ninja