USO E APLICAÇÃO

AM recebe ajuda do Ministério da Agricultura para impedir entrada de praga no país


Uma força-tarefa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está percorrendo a Região Norte, com o objetivo de impedir a entrada no país da fusariose, uma praga com potencial altamente destrutivo que afeta bananeiras.

De acordo com o Governo do Amazonas, a praga é ausente no Brasil, mas já está presente na Colômbia e no Peru, o que aumenta o risco de ingresso da doença no país.

Junto com o Brasil, os dois países vizinhos formam a chamada tríplice fronteira. A ligação ocorre pela cidade de Tabatinga, no Amazonas.

Ameaça à cadeia produtiva

Considerada uma das doenças mais destrutivas da bananeira no mundo, a fusariose representa um perigo para toda a cadeia produtiva da banana por causa da ineficiência de medidas curativas e da ausência de variedades resistentes à doença.

Quando a praga chega ao solo há dificuldade de remoção do fungo, o que inviabiliza o uso para outros cultivos. “Tornando-se um dos grandes desafios da defesa agropecuária impedir o ingresso da praga no território nacional”, destacou o Governo do Amazonas.

Sintomas

O fungo causador da fusariose afeta as bananeiras ao penetrar pelas raízes da planta, atingindo o caule subterrâneo, as bainhas das folhas, colonizando e obstruindo os vasos condutores de seiva, impedindo a passagem de água e nutrientes para a parte aérea da bananeira.

A orientação dos órgãos de defesa agropecuária federal e estadual é que ao observar estes sintomas, o produtor isole a área e avise, imediatamente, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado (Adaf) ou a Superintendência Federal de Agricultura do Amazonas (SFA/AM).

 

Fonte: G1, 21/11/2022

Fonte da Imagem: Burst

Tags

Notícias Relacionadas

Close
Optimized with PageSpeed Ninja