USO E APLICAÇÃO

Lagarta falsa-medideira ganha resistência à soja transgênica


Nas últimas três safras, os produtores paranaenses vêm notando a presença da lagarta falsa-medideira em lavouras de soja BT (Intacta). A notícia é alarmante pelo fato de que a variedade da oleaginosa deveria ter resistência a esse tipo de praga. O fato indica que a espécie está se tornando resistente à tecnologia.

A presença dessas lagartas na soja BT foi detectada por meio do monitoramento da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), realizado em conjunto com diversas cooperativas do Paraná e a Embrapa Soja, que recebia as amostras para análise.

Existem dois tipos de lagarta falsa-medideira, ambas parecidas e de difícil diferenciação a olho nu: Chrysodeixis includens e Rachiplusia. No caso, a espécie que adquiriu resistência foi a segunda, para surpresa dos pesquisadores.

A resistência adquirida pela Rachiplusia nos últimos tempos pode estar ligada ao manejo inadequado dessas áreas. “Isso começou em São Paulo, depois detectou-se na região norte do Paraná e agora em praticamente todas as regiões produtoras de soja. Isso pode ser decorrência da falta de áreas de refúgio. Quando você pressiona muito uma tecnologia, aparecem problemas de resistência”, observa o coordenador do programa de sanidade de cultivos agrícolas e florestais da Adapar, Marcílio Martins Araújo.

Nesse sentido, a Adapar desenvolve um trabalho de monitoramento que, por meio da Portaria 063/21, torna obrigatória a notificação de ocorrências fitossanitárias em cultivos agrícolas. Isso vale desde pragas sem ocorrência no estado até aquelas que demonstram resistência a agroquímicos, caso da falsa medideira. Esse controle depende exclusivamente do informe dos produtores rurais.

 

Fonte: Canal Rural, 17/06/2022

Fonte da Imagem: Pixabay

 

 

Tags

Notícias Relacionadas

Close
Optimized with PageSpeed Ninja