USO E APLICAÇÃO

Novo inseticida elimina pragas resistentes e evita perdas


O inseticida Ohkami (Tolfenpirade), da Sipcam Nichino, teve seu registro estendido para mais 11 culturas no Brasil para manejo de uma praga de difícil controle: a traça-das-crucíferas (Plutella xylostella). De acordo com a fabricante, o produto já alcançava índices representativos de comercialização e mostrava eficácia comprovada no controle da traça-do-tomateiro.

De acordo com o engenheiro agrônomo Eric Ono, pesquisador da Sipcam Nichino, a traça-das-crucíferas se alimenta das folhas ‘brássicas’, tais como brócolis, repolho, couve-flor, couve e outras. “Causa deterioração na qualidade visual e gera assim a rejeição do consumidor às hortaliças no varejo”, afirma Ono.

Segundo ele, a traça-das-crucíferas “é capaz de se reproduzir rapidamente, em grande quantidade. Tentativas de manejá-la por meio de frequentes aplicações de inseticidas levam à seleção de populações resistentes aos produtos. Falhas no controle da praga resultam em aumento no custo de produção e, potencialmente, elevam riscos de haver acúmulo de resíduos de inseticidas nos alimentos, em níveis acima dos padrões permitidos.”

O pesquisador acrescenta que o desenvolvimento do inseticida Ohkami, pela Nichino do Japão, teve como objetivo o manejo de pragas de alta complexidade, a exemplo da traça-do-tomateiro e da traça-das-crucíferas.

Conforme o pesquisador, como o ingrediente ativo de Ohkami ainda não foi exposto nas lavouras para as quais o produto está registrado, a possibilidade de encontrar populações resistentes ao inseticida é baixa.

Ainda de acordo com Eric Ono, Ohkami entrega curto intervalo de carência ao produtor. “Esse diferencial, relevante, permite aplicações até sete dias antes da colheita de brócolis, couve-flor, couve e repolho, por exemplo”, conclui ele.

 

Fonte: Agrolink, Leonaro Gottems, 20/05/2022

Fonte da Imagem: www.freepik.com

Tags

Notícias Relacionadas

Close
Optimized with PageSpeed Ninja