FORMULADOS

Suli obtêm registro de inseticida a base de diflubenzuron


A Suli obteve recentemente o registro no Brasil do inseticida Diflubenzuron Smilyn Tecnico. Trata-se de um produto de baixa toxidade, que elimina pragas ao produzir efeitos tóxicos no estômago do alvo e inibir a síntese de quitina, fazendo com que as larvas não possam formar uma nova epiderme e morrem de malformação durante a metamorfose.

De acordo com a Suli, o produto é particularmente eficaz contra pragas de lepidópteros, é seguro para uso e não tem efeitos adversos em peixes, abelhas e predadores naturais.

“Seu mecanismo inseticida é completamente diferente dos inseticidas normais do passado: não tem agente nervoso, nem inibidor da colinesterase. Sua principal função é inibir a síntese da quitina da epiderme dos insetos, ao mesmo tempo em que danifica o corpo gorduroso, o lado faríngeo e outras endócrinas e glândulas de modo a prevenir a ecdise dos insetos”, aponta a Suli.

Diflubenzuron é amplamente utilizado em árvores frutíferas como maçã, pêra, pêssego, frutas cítricas, safras como milho, trigo, arroz, algodão, amendoim e vegetais como vegetais crucíferos, vegetais solanáceas, melões e outros vegetais, e árvores de chá, florestas, entre outras culturas.

A fabricante anunciou que o produto já havia recebido o reconhecimento da FAO/OMS após revisão em julho de 2020. O processo foi feito pela ProRegistros em nome da Suli, que detém o registro do Diflubenzuron Tech e uma série de formulações simples e mistas com base neste ingrediente ativo na China.

Até agora, a Suli obteve três registros independentes de seus próprios produtos técnicos no Brasil, e há vários outros produtos técnicos aguardando na fila para registro também.

 

Fonte: Agrolink – Leonardo Gottems, 11/11/2021

Fonte da Imagem:  aleksandarlittlewolf – br.freepik.com

Tags

Notícias Relacionadas

Confira Também

Close
Close